Pular para o conteúdo principal

DESTAQUE:

Pose - Um Olhar Sobre O LGBT Nos Anos 80

Olá menines, tudo bem? Domingo é dia mundial oficial de colocar as séries em dia, concorda? E hoje, aproveitando que é dia, quero dar essa dica de uma série que eu assisti recentemente que é TUROW de bom! Chegou a vez de exaltar a série POSE , que você pode assistir no catálogo da Netflix, que fala sobre o universo LGBT de uma forma realista, emocionante e sem perder o glamour. Sobre a série POSE Pose se passa em Nova York no ano de 1987, e gira em torno de Blanca Rodriguez (Mj Rodriguez), Elektra Wintour (Dominique Jackson), Angel Evangelista (Indya Moore), Pray Tell (Billy Porter) e Damon Richards (Ryan Jammal Swain). Elektra é, inicialmente, a "mãe" de Blanca e Angel, na Casa Abundância, que é um lar para acolher homossexuais e trans que saíram de casa, ou melhor dizendo, que foram expulsos ou não aceitos pela família por sua sexualidade. Acontece que Elektra é egocêntrica, autoritária e inflexível, o que é até compreensível tendo em vista toda a força que ela t

Malcom & Marie: Entre Amores e Dissabores

 Olá menines, tudo bem? Hoje é dia de filme por aqui, e o espetáculo da vez é o lançamento da Netflix que está dando o que falar, Malcom & Marie! Com Zendaya e John David Washington, Malcom & Marie está sendo muito bem recebido pelo público, e agora vou te contar um pouco do que faz o filme ter se destacado, mesmo com uma das produções mais simples da Neflix, e claro, sem spoiler.

Malcom & Marie - Imagem: Reprodução Netflix.

Tudo começa quando Malcom e Marie chegam em casa, após a festa de lançamento do filme cujo roteiro foi escrito por Malcom (detalhe importante: Marie é atriz). Para Malcom, tudo está perfeito, ele está feliz com o lançamento e quer festejar com Marie, que logo passa a demonstrar seu aborrecimento com algo que, de início, não deseja falar. A partir daí, começa uma discussão que perdura a noite toda, e em todos os momentos em que tudo parece ter "ficado bem", algo vem à tona e traz novamente a tensão entre o casal. 

A montanha russa de emoções e explosões que toma conta da noite de Malcom e Marie é uma reprodução da realidade que muitos de nós já experimentamos: um relacionamento desgastado, um sentimento de amor verdadeiro que resiste a mágoas e decepções, mas também um apego e comodismo que impede o casal de se libertar de uma relação que traz mais dor do que momentos felizes. E é justamente isso o que faz de Malcom & Marie tão interessante: o sentimento de identificação com os personagens, de familiaridade com a situação e a enorme sacada de vida real que o roteiro traz.



Um filme gravado com apenas três figurinos, dois atores e um cenário, mostrando que uma grande produção não é nada sem um roteiro de qualidade e atuações talentosas. Visivelmente um orçamento bem econômico, mas que entrega uma qualidade inquestionável, derrubando a ideia de muitos de que um filme bom precisa de superproduções. Mais um "tabu" dos dias atuais que "Malcom & Marie" desfaz é a de que os filmes em preto e branco deixaram de ser legais - muito pelo contrário, com um tratamento de imagem impecável, o filme todo se passa em preto e branco, e a sagacidade do roteiro desfaz o desconforto de quem não gosta desse tipo de fotografia.

Informações:

Classificação Etária: 16
Duração: 1h46m
Direção: Sam Levinson
__



Espero que tenha gostado do post de hoje, e acompanhe o blog Doce Maldade Feminina também no Facebook para ficar por dentro de todas as dicas de lazer, playlists, além de dicas de filmes e séries, beleza, moda e muito mais! Me siga também no Instagram, sempre dou dicas por lá! Se inscreva no meu canal no YouTube para me conhecer melhor e conversarmos sobre os mais diversos assuntos! Um beijão e até a próxima 😘

Comentários