O Coach Do Fim Do Mundo

Olá menines, tudo bem por aí? Segunda-feira e quase dois meses em quarentena, decidi falar sobre um assunto importante para manter o mínimo do nosso equilíbrio emocional nesta fase difícil que estamos enfrentando. Já falei um pouco sobre isso aqui na postagem "Quarentena X Produtividade", e tendo em vista alguns conteúdos que vem sendo postados, compartilhados nas redes sociais, principalmente no "fantástico mundo do Instagram", é importantíssimo debatermos com um ponto de vista mais realista.

Nos últimos dias eu tenho estado bem ausente do Instagram, mas o pouco tempo online foi suficiente para eu ver uma sequência de postagens com conteúdos e legendas "encorajadoras". Em meio a uma crise mundial a que nunca vimos algo parecido, as mensagens de "aproveite a quarentena para ser produtivo", "aproveite a quarentena para investir no seu próprio negócio", ou pior ainda: aquele discurso de que "tudo só depende de você e que você não pode esperar não! tem que fazer sua hora já!". Isso mesmo: JÁ! Em meio a uma pandemia, em quarentena, ignore todo o contexto atual e se transforme numa máquina de produtividade, vendas, e construa seu negócio milionário enquanto o restante do planeta está imerso no caos. E se você não fizer isso JÁ a culpa é sua pelo seu FRACASSO.

O Coach Do Fim Do Mundo

Agora vamos ser realistas: com o Brasil sendo o país que lidera o ranking mundial de pessoas que sofrem com Transtorno de Ansiedade (isso você pode conferir no post "Quarentena X Produtividade" também), enfrentando o cenário político a que estamos, a crise econômica que já perdura há tempos de antes da pandemia, as desigualdades sociais, e a incerteza que nos espera após o momento atual, é muita falta de discernimento, de BOM SENSO, se dar ao trabalho de comunicar a centenas, até milhares de usuários que "seu futuro é você quem faz! só depende de você! aproveite a quarentena!".

Como eu já disse em outros momentos, para quem está conseguindo manter o ritmo de produtividade, para que de alguma forma consegue colocar novos projetos em prática e de alguma forma encontra uma nova possibilidade em meio a tudo o que estamos vivendo, que ótimo! Fico feliz! Mas esse discurso não é válido para todos, e basta ter o mínimo de consciência para compreender isso: a realidade das pessoas é diferente. Esse tipo de postura, que se aproveita de um momento de fraqueza, disfarçada de motivação para ganhar os minutos de fama, precisa ser compreendido como totalmente desnecessário, quando a maioria das pessoas já está se cobrando e sofrendo o suficiente.

O COVID-19 é mais uma prova de que nem tudo depende unicamente do nosso esforço, da nossa vontade, do nosso planejamento. Eu tinha muitos planos que tiveram de ser adiados, meus amigos, familiares, porque se trata de um fator externo completamente imprevisível que parou o mundo todo. E se formos avaliar, quantos outros fatores externos enfrentamos ao longo da vida, e fingimos que é culpa nossa?

Cabe a nós, como usuários das redes sociais, termos noção do quanto a nossa mensagem pode impactar, quantas pessoas podemos atingir, e oferecer acima de tudo, uma mensagem de valor positivo, e valor positivo não significa necessariamente positividade, mas sim algo de que vai agregar positivamente à vida e ao cotidiano das pessoas que nos acompanham. O "positivamente" não significa que eu vou te ensinar a dizer "thank you coronavirus" mas sim que eu posso te mostrar, que embora estejamos enfrentando um duro momento, vai passar, e que por enquanto é muito mais útil para a sua própria saúde que você se cuide, que você respeite seus limites, que você se dê tempo quando precisar, do que fazer você acreditar que é o melhor momento para se tornar o próximo milionário, para alavancar seus negócios ou produzir feito um louco só porque você agora, teoricamente, tem mais tempo "livre".

E ao mesmo tempo, nós que recebemos essa positividade forçada temos que ter o discernimento para filtrar quado é desnecessário, em nome da nossa saúde mental, que já está tão difícil manter em dia. Então faça um favor a você mesmo: respeite os seus limites. Não é porque estamos em casa que vamos conseguir aproveitar melhor o nosso tempo e ter ideias milionárias, às vezes você mudar um móvel de lugar, pintar uma parede, já é produtividade suficiente. Não devemos sobrecarregar nosso humor com cobranças desnecessárias e acreditar que o que não resolvemos antes, vamos consertar justamente agora, em meio a uma pandemia.

Sejamos conscientes na forma de nos comunicar e na forma de receber comunicação, visando manter acima de tudo o nosso bem-estar, na medida do possível, para que depois que este momento passar possamos retomar nossos planos que foram adiados, sonhos, e assim nos dedicarmos verdadeiramente e de forma saudável. E lembre-se: vai passar.

__
                                           




Espero que tenha gostado do post de hoje, e acompanhe o blog Doce Maldade Feminina também no Facebook para ficar por dentro de todo o conteúdo da página com dicas de lazer, playlists, além de dicas de filmes e séries, beleza, moda e muito mais! Me siga também no Instagram, sempre dou dicas por lá! Se inscreva no meu canal no YouTube para me conhecer melhor e conversarmos sobre os mais diversos assuntos! Um beijão e até a próxima 😘










Comentários