Pose - Um Olhar Sobre O LGBT Nos Anos 80

Olá menines, tudo bem? Domingo é dia mundial oficial de colocar as séries em dia, concorda? E hoje, aproveitando que é dia, quero dar essa dica de uma série que eu assisti recentemente que é TUROW de bom! Chegou a vez de exaltar a série POSE, que você pode assistir no catálogo da Netflix, que fala sobre o universo LGBT de uma forma realista, emocionante e sem perder o glamour.

Pose - Um Olhar Sobre O LGBT Nos Anos 80


Sobre a série POSE

Pose se passa em Nova York no ano de 1987, e gira em torno de Blanca Rodriguez (Mj Rodriguez), Elektra Wintour (Dominique Jackson), Angel Evangelista (Indya Moore), Pray Tell (Billy Porter) e Damon Richards (Ryan Jammal Swain). Elektra é, inicialmente, a "mãe" de Blanca e Angel, na Casa Abundância, que é um lar para acolher homossexuais e trans que saíram de casa, ou melhor dizendo, que foram expulsos ou não aceitos pela família por sua sexualidade. Acontece que Elektra é egocêntrica, autoritária e inflexível, o que é até compreensível tendo em vista toda a força que ela teve que "criar" para encarar todo o preconceito com uma drag queen negra nos anos 80, mas sua personalidade acaba por dividir os próprios membros da Casa Abundância, o que faz com que Blanca, apoiada por Angel, crie sua própria casa, a Casa Evangelista. E então, em um dia Blanca conhece Damon, que foi expulso de casa por seus pais religiosos e conservadores, por ser homossexual e por gostar de dançar. Blanca não só acolhe Damon como o encoraja a continuar fazendo o que gosta batalhar pelo seu futuro na dança.

Em POSE, as casas participam de concursos de desfiles, com toda a comunidade LGBT, e a cada desfile há um tema diferente. Os participantes que devem preparar todo o figurino, e a casa que tiver os melhores, mais bonitos, bem elaborados e chamativos, levam um troféu, além é claro, de admiração, popularidade e respeito. Obviamente, que no cenário de glamour e ego, as competições geram uma competitividade não tão sadia, muitas vezes ocasionando em inimizades.

Os Personagens

Pose - Um Olhar Sobre O LGBT Nos Anos 80
Em sequência: Angel, Stan, Blanca e Pray. Imagem: Reprodução.

Blanca é portadora de HIV, assunto que inclusive, é abordado na trama sem nenhuma romantização, no auge da epidemia. Ela não divide o seu medo do futuro com ninguém, mas faz tudo que é possível para deixar seus amparados bem, com o pensamento de que não sabe até quando poderá estar presente por eles. Angel conhece um homem branco, Stan, (é importante destacar o fato de ele ser branco porque na época o racismo era muito mais latente) que é casado, com quem tem um envolvimento romântico, que acaba trazendo algumas ilusões e surpresas. Pray perde o segundo parceiro, o homem que ama, para o HIV, e apesar de toda a dor, se dedica a continuar seu trabalho que é importante para a comunidade, e a aconselhar os mais novos sobre os riscos da doença. 

Resenha 

Primeiramente, POSE é o tipo de série que todo mundo deveria assistir: tem crítica social, realidade, conscientização sobre temas importantes como a homofobia, transfobia, a influência da religião na potencialização do preconceito para com a comunidade LGBT, racismo, DSTs, e denuncia até mesmo o preconceito dentro da própria comunidade LGBT, por meio de homens gays para com os trans e drag queens. Tudo isso é tratado em meio ao glamour e extravagância dos bailes, trajes, maquiagens e performances do universo que existia escondido da sociedade que era considerada "normal". 

Os bailes e as competições existiam não só pelo lazer, mas também para lembrar a todos que ali estavam, que eles estavam vivos, que em algum lugar no mundo podiam se sentir confortáveis com quem eles eram de fato, sem julgamentos. 


O elenco de POSE é composto por atores que de fato são LGBT, e acredito que isso seja um dos diferenciais, porque é notável o quão bem os atores trabalham, mas o sentimento que eles colocam em cena é incrivelmente real. Os figurinos, é claro, são incríveis, coloridos, extravagantes e alegres, e a série tem uma fotografia também muito bonita e que remete muito à época em que a história se passa. Mas acima de tudo POSE é uma série emocionante, cativante, e que nos faz gostar e torcer cada vez mais para os personagens a cada episódio.

Informações:

No Netflix você encontra uma temporada, mas na FX, produtora original, já está na segunda. 
Episódios: 8 episódios de cerca de 50 minutos a uma hora.
Classificação Etária: 16
Ano: 2018

E aí menine, curtiu a dica de hoje? Espero que goste das dicas de séries e filmes daqui, e principalmente, que você ASSISTA! 
__

E não vá embora ainda! Conheça minha loja de acessórios, a (IN)comum Acessórios para os seus looks ficarem ainda mais estilosos!


Espero que tenha gostado da dica de hoje, e acompanhe o blog Doce Maldade Feminina também no Facebook para ficar por dentro de todas as dicas de lazer, playlists, além de dicas de filmes e séries, beleza, moda e muito mais! Me siga também no Instagram, sempre dou dicas por lá! Se inscreva no meu canal no YouTube para me conhecer melhor e conversarmos sobre os mais diversos assuntos! Um beijão e até a próxima 😘

Comentários

Mais Lidas: