Meus Artistas Favoritos de HIP HOP

Olá menines, tudo bem? Quem me conhece sabe que se tem uma coisa que eu amo demais é música! Desde criança sempre fui de escutar música e aos 11 anos de idade eu já sabia que era super fã de rock and roll, que é o estilo musical que eu mais amo. Mas, no post de hoje tem playlist nova e hoje não é dia de rock, bebê. Hoje é dia de compartilhar com vocês a playlist dos meus artistas favoritos de HIP HOP

O Hip Hop é um gênero musical que surgiu na década de 70 na cidade de Nova Iorque, tendo como base o RAP (Rithm And Poetry), o Djing ou DJ, sigla para Disco-jóquei, o grafitti e o breakdance. Como uma forma de contracultura, o Hip Hop traz letras riquíssimas em conteúdos que tratam de assuntos políticos, sociais, culturais, raciais e econômicos, enfrentados nos subúrbios da cidade. Usando da música para protestar, o Hip Hop saiu das ruas de Nova Iorque para o mundo. 

Meu primeiro contato com o Hip Hop foi há alguns anos, quando comecei a ouvir Beastie Boys, e já achava incrível a sonoridade dos caras, que misturam o beat do hip hop com elementos de rock, e talvez por isso tenha sido o primeiro artista que passei a gostar do estilo. Depois comecei a escutar outros artistas que também fizeram história, como Run DMC e Public Enemy, e então alguns artistas mais recentes do movimento.

2PAC


Imagem: Reprodução.


2PAC ou Tupac Shakur, como era de fato chamado, foi nomeado como o maior rapper de todos os tempos. Tupac era filho de Panteras Negras, movimento que lutava por igualdade social e racial nos Estados Unidos. Sua mãe, que inclusive chegou a ser presa por fazer parte do movimento dos Panteras Negras, acusada de "conspiração contra o governo". Tupac foi grandemente premiado em sua carreira, recebendo diversos discos de ouro e platina, chegando a receber a premiação máxima com o disco de diamante. Tupac era muito inteligente, e mesmo na adolescência pensava como um adulto, e não tinha medo de dizer o que pensava, coisa que ele fazia em suas letras polêmicas. 

Eu conheci mais da história do Tupac quando assisti a série de drama 'Unsolved - Os Assassinatos de Tupac Shakur e Biggie Smalls', que conta como Tupac e Biggie, que inicialmente era seu amigo, foram mortos e mostra a investigação dos assassinatos, e se você quiser saber mais sobre a série, tem post aqui no blog, é só clicar aqui. Desde que assisti Unsolved fiquei impressionada com a história de Tupac, e comecei a pesquisar mais a respeito dele, e consequentemente, ouvir mais das suas músicas. Não foi à toa que Pac foi nomeado como o maior rapper de todos os tempos, diante de letras tão impressionantes e parcerias de peso, Tupac tinha um estilo único de fazer música, explorando todas as possibilidades, era um artista completo e inigualável. Infelizmente, Tupac foi assassinado no auge de sua carreira, em 13 de setembro de 1996, aos 25 anos de idade. Até hoje Tupac tem milhões de fãs pelo mundo e estará para sempre em nossos corações 💔


Public Enemy


Imagem: Reprodução.


Um dos artistas de maior notoriedade do Hip Hop no mundo inteiro é o grupo Public Enemy! O grupo está na ativa desde 1982, com formação em Long Island, conta com os gigantes Chuck D, Flavor Flav, DJ Lord  o grupo S1W, Music Director Khari Wynn e Professor Griff como integrantes. Public Enemy tem letras também de conteúdo riquíssimo, tratanto de temas políticos, sociais e raciais, sempre em tom de crítica e protesto. O Public Enemy teve seus quatro primeiros álbuns, todos premiados com disco de ouro e platina, e foi considerado pela Revista Rolling Stone como um dos 100 Maiores Artistas de Todos os Tempos, ocupando a posição 44! Pois é, os caras são demais mesmo!

Quando a sonoridade do Public Enemy, posso dizer que é SENSACIONAL! Além disso, Chuck D canta com intensidade e agressividade que enche o ouvinte de energia. Intenso, contagiante, um excelente trabalho instrumental, e foi esse o primeiro ponto que me chamou demais a atenção para o som dos caras, e quando comecei a ouvir, viciei, e é um dos artistas de Hip Hop que eu mais amo e qualquer coisa dos caras pra mim é incontestavelmente sensacional. 

Beastie Boys


Imagem: Reprodução.


O que dizer desses caras? Beastie Boys foi o primeiro contato que eu tive com o Hip Hop e foi questão de poucos segundos pra amar o som deles. Com formação em 1981 em Nova Iorque por Michael Diamond (Mike D), Adam Yauch (MCA) e Adam Horovitz (Ad-Rock), todos os três membros de ascendência judaica, os Beastie Boys foram os primeiros rappers brancos a não só serem bem aceitos no meio como foram os primeiros a fazerem sucesso. Os Beastie Boys tinham um estilo único de fazer hip hop, misturando o RAP ao rock, criaram canções que são inconfundíveis, com uma sonoridade pesada, letras super debochadas, deboche que eles reforçavam em seus vídeos e performances. E por falar em performance, foram indicados ao Grammy várias vezes, e ganharam três prêmios, de Melhor Performance de Grupo de RAP com Intergalactic, Melhor Performance Alternativa com Hello Nasty e Melhor Álbum Instrumental Pop com The Mix-Up. Infelizmente, em 2012 Adam Yauch faleceu em decorrência de um câncer da glândula parótida, após cerca de três anos lutando contra a doença.

Beastie Boys é um dos artistas que mais amo de Hip Hop e da vida, as letras e vídeos super engraçados, o bom humor dos caras e a sonoridade sensacional foram os grandes responsáveis por eu ter conhecido mais sobre o RAP e Hip Hop. Sem dúvida, mesmo após o fim da banda, eles serão lembrados como um dos maiores nomes da cena Hip Hop, e também ficarão pra sempre nos corações dos fãs, inclusive no meu.

Run DMC


Imagem: Reprodução.


O Run DMC também faz parte do grandioso time dos maiores artistas de Hip Hop, tendo grande importância para o estilo principalmente nos anos 80. Formado por Jason "Jam-Master Jay" Mizell, Joseph "DJ Run" Simons e Darryl "D.M.C." McDaniels, o grupo esteve em atividade de 1981 a 2002, o Run DMC foi o segundo grupo de Hip Hop a entrar para o Hall da Fama e é visto como um "divisor" entre o Hip Hop old school e o hip hop "moderno". Gravaram com a banda Aerosmith o clássico Walk This Way, e se você pensa que a importância dos caras na cena Hip Hop para por aí, segura essa:
O Run DMC foi o primeiro grupo de RAP a colocar um álbum em primeiro lugar nas paradas musicais;
Foi o primeiro grupo de RAP a colocar um vídeo para tocar na MTV;
O primeiro grupo de RAP a ser capa de uma edição da Revista Rolling Stone;
O primeiro grupo de RAP a receber uma nomeação ao Grammy;
Foi o primeiro grupo de RAP a receber DISCO DE OURO, PLATINA E MULTI PLATINA!;
E mais: o primeiro grupo de RAP a assinar contrato com uma marca esportiva, que no caso foi a ADIDAS (muito da esperta né, Dona Adidas).
O Hip Hop deve muito de seu crescimento no mundo musical aos caras!

Eu amo o som desses caras! Dificilmente destaco algum álbum, sempre falo das músicas que mais gosto, mas do Run DMC eu recomendo que você escute do início ao fim, sem interrupções, sem distrações, o álbum Down With The King, de 1993. Todos os trabalhos deles são estupendos, mas este álbum em especial mexe mais comigo. Eu sei que uso muito essa palavra, mas eu prometo que é SENSACIONAL! E com a licença poética, essas caras são fod**!

MV Bill


Imagem: Reprodução.


Com certeza um dos maiores nomes do RAP nacional, um dos artistas que mais admiro nesta vida, um dos caras mais inteligentes da música brasileira na atualidade: meu querido e amado MV Bill! Lembro até hoje da primeira vez que eu escutei 'Causa e Efeito' e prestando atenção à letra, na mesma hora pensei: ESSE CARA É DEMAIS! Além de rapper, MV Bill é escritor, ator, ativista, um dos fundadores da CUFA (Central Única das Favelas) que tem presença por todo o país. 

MV Bill, ou Alex Pereira Barbosa, nasceu no bairro Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, e em suas canções ele expressa muito do que viu na dura realidade de periferia. Suas letras são cheias de protestos políticos, denunciando a desigualdade e discriminação social e étnica. Com um de seus sucessos, 'Soldado do Morro', MV Bill chegou a ser acusado de apologia ao crime, um equívoco lamentável (eu não diria que foi um equívoco, mas esse assunto fica pra outro post) pois a música retrata uma realidade que a mídia tenta encobrir e as autoridades ignoram e distorcem. Também gravou o documentário Falcão - Meninos do Tráfico, contando a história de dezessete garotos envolvidos com o tráfico de drogas, e na triste realidade, somente um sobreviveu. Bill chegou a ser detido pela polícia durante as gravações. Entre as diversas parcerias de Bill, estão nomes de peso como Charlie Brown Jr. e ninguém menos que o também grandioso Chuck D.

Bom, acho que já dei mais do que muitas pistas de porquê eu amo esse cara, né?! MV Bill tem o sangue fervendo, fala o que tem que ser dito mesmo, não tem medo de enfrentar a mídia, e além disso ele faz e ajuda a quem pode. Cada letra escrita por ele é uma porradaria que você escuta e fica boquiaberto com o tapa na cara. Posso dizer mais uma vez? É SENSACIONAL!

Yelawolf


Imagem: Reprodução.


O que dizer desse chuchuzão? Sabe como eu conheci o Yelawolf? Estava eu linda e bela assistindo Sons Of Anarchy que é UMA DAS MELHORES SÉRIES DO UNIVERSO (e tem resenha deles aqui no blog, só clicar aqui) e tocou uma música que eu nunca tinha escutado antrs, e esta música foi Till It's Gonne, do Yelawolf. Eu com meus ouvidos musicais desde criancinha, prestei atenção à melodia e à letra, que durante a cena não deve ter durado mais que 15 segundos, e fiz o que todo mundo faz: "joguei" a letra no Google. Eureka! Então comecei a ouvir todas as músicas desse lindo, que eu escuto se não todos os dias, umas 4 vezes por semana, no mínimo.

Michael Wayne Atha, ou nosso querido Yelawolf, é um rapper americano que começou sua carreira musical por volta dos 20 anos de idade. Tem 4 álbuns de estúdio, e ao total, somando singles, EP's, Mixtapes e Colaborativos, já tem 14 álbuns. Yelawolf é mais um rapper inconfundível e foi também um dos grandes responsáveis por me fazer gostar de Hip Hop, foi depois de conhecer a música dele que passei a pesquisar mais sobre o movimento e me interessar por conhecer outros artistas. A sonoridade do Yelawolf é fantástica, misturando a essência do Hip Hop e do RAP a influências da música folk. Pensa num instrumental surpreendente e incrível no Hip Hop? Já pensou? É ele! Além disso, também fez diversas parcerias, chegando a gravar algumas vezes com Eminem. É um dos meus favoritos da vida, não consigo ficar muito tempo sem escutar minha playlist do Yelawolf.

Madchild


Imagem: Reprodução.


Madchild é um dos artistas de Hip Hop mais "atuais", assim como Yelawolf, e um dos últimos que eu conheci. Shane Bunting, conhecido como Madchild é um rapper canadense, que além da carreira solo também faz parte do grupo de Hip Hop Swollen Members. Sua carreira solo começou em 2012 com o lançamento do EP intitulado The Madchild, e desde então já gravou cinco álbuns de estúdio, fora os demais trabalhos entre singles, EP's, mixtapes e participações.

Nas letras, Madchild fala bastante sobre a luta do vício em drogas, além de assuntos diversos, quase sempre com bastante deboche. O interessante do som do Madchild é que ele não se prende a um único jeito de fazer música, e tem canções de diversas melodias, muitas bem divertidas, inclusive, outras mais calmas, tem canções mais sentimentais e mais "escrachadas", e essa é uma característica que me faz gostar muito do trabalho dele, a diversidade com que ele trabalha. Instrumental também está de nota 1000! São músicas que você aprende a cantar na segunda vez que escuta, e com uma sonoridade que vicia e contagia. Madchild, cara, te conheço há pouco mas já te considero pakas!

Bom, estes são meus favoritos de hip hop! Espero que tenha gostado das dicas, mas principalmente, QUE VOCÊ DÊ O PLAY NESTA PLAYLIST AQUI AO LADO! E me siga no Spotify também, porque eu tenho muitas playists sensacionais por lá, modéstia à parte, meu gosto musical é maravilhoso, bebê!

Siga o blog Doce Maldade Feminina também no Facebook para ficar por dentro de todas as playlists!

Me siga também no Instagram para ficar por dentro de todas as dicas!

E se você conhece algum artista de Hip Hop que eu não citei aqui mas que você gosta muito, ou mesmo algum que seja aquele cara bom mas que pouca gente conhece, me conta! 

Um beijão e até a próxima 😘

Comentários