Mindhunter - Resenha da Série Netflix

Olha, se tem um caminho sem volta nessa vida, é o caminho das séries! Eu sou tão fã de assistir séries hoje em dia que fico até quatro da manhã acordada se for preciso (não que precise mas eu quero saber o que vai acontecer. Na verdade precisa sim.) e quando termino uma série já tenho umas três na lista. Algumas eu termino e já fico ansiosa porque quero logo a próxima temporada e só vai chegar meses depois (ai que nervoso que dá! 😂). Outras eu assisto de novo. E outras eu fico completamente admirada, e passo a ver as coisas na vida e no dia-a-dia com um outro ponto de vista. E Mindhunter me conquistou justamente por isso: me fez ver um outro lado da história dos serial killers que mudou minha perspectiva sobre outras coisas além da série. 

Cena de Mindhunter, primeira temporada: Imagem: Reprodução Netflix.


Sobre Mindhunter


Baseada no livro Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano, escrito por John Douglas e Mark Olshaker (que aliás, é um livro sensacional), a série foi criada por Joe Penhall e teve sua estréia na Netflix em outubro de 2017 (vai ter segunda temporada!!!). Conta com um elenco muito bom: Jonathan Groff como Holden Ford, agente especial baseado em John E. Douglas; Holt McCallany como Bill Tench, agente especial da Unidade da Ciência do Comportamento do FBI, basado em Robert K. Ressle; Hannah Gross como Debbie, Anna Torv como a Dra. Wendy Carr, psicóloga baseada na Dra. Ann Wolbert Burgess e Cotter Smith como Shepard, chefe de unidade de Treinamento do FBI. A história se passa na década de 70 e conta o início dos estudos da ciência comportamental sobre serial killers, tendo como principais personagens Holden Ford e Bill Tench. Os dois parceiros investigavam não somente crimes, mas sim a essência dos crimes. As motivações dos assassinos, chegando à conclusões definitivas a com base na observação de modus operandi, perfil de vítimas, materiais usados, e desta forma, traçando um perfil. Bill e Holden entrevistaram serial killers dos mais perigosos tipos a fim de contribuir para os estudos da ciência comportamental, desvendando assim motivos obscuros que levaram ao ato criminoso.

Minha Opinião Sobre Mindhunter


Mindhunter é uma série muito inteligente, com uma temática psicológica e psicanalítica que faz pensar muito. As surpresas durante as investigações e motivações dos serial killers mostram muitas vezes ligação com o passado, deixando questionamentos que vão te prender até o final. É muito interessante a forma como mostra que em alguns casos, na verdade todos que foram expostos mais claramente, o assassino teve uma infância horrível, com histórias de desprezo, abusos, violência, e por isso nos mostra um lado ignorado de que um serial killer também pode ter sentimentos, e que na verdade esses sentimentos é que foram transformados em raiva ou violência. Mas a maior questão é: serão todos os serial killers pessoas que sofreram abusos terríveis? Ou será que existem os que sofreram abusos e os que já "nasceram" assassinos? Claro, essa é uma questão difícil de responder até os tempos atuais, quem dirá na década de 70. Mas a forma como Mindhunter deixa esse lado doente dos assassinos à mostra certamente nos intriga e prende do início ao fim


__




Espero que tenha gostado do post de hoje, e acompanhe o blog Doce Maldade Feminina também no Facebook para ficar por dentro de todas as dicas de lazer, playlists, além de dicas de filmes e séries, beleza, moda e muito mais! Me siga também no Instagram, sempre dou dicas por lá! Se inscreva no meu canal no YouTube para me conhecer melhor e conversarmos sobre os mais diversos assuntos! Um beijão e até a próxima 😘







Comentários