Pular para o conteúdo principal

DESTAQUE:

Setembro Amarelo é mais do que uma campanha

 Oi oi pessoas, como vocês estão? Essa semana é a minha estreia aqui no blog e vou conversar com vocês sobre saúde mental, bem-estar e autoconhecimento. E já que estamos no mês de Setembro acredito que é importante falarmos do Setembro Amarelo. Você já ouviu algo sobre isso?  Como começou a campanha Setembro Amarelo? Em 1994, um jovem americano de 17 anos, chamado Mike Emme, tirou a própria vida dirigindo seu carro amarelo. Comovidos com a situação, seus amigos e familiares distribuíram no seu funeral cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem passando o mesmo desespero de Mike, e a mensagem foi espalhada mundo afora e chegou no Brasil.  Aqui no Brasil a campanha Setembro Amarelo foi criada a fim de informar a população e prevenir o suicídio. Afinal de contas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa tira a própria vida em algum lugar do planeta, e o suicídio é a segunda principal causa de morte em jovens com idades en

Não Foi Suicídio - Juliana Rioderguz

Uma garota se joga de um prédio. Todos acreditam ter sido um suicídio. Exceto Belina. Então o que será que aconteceu?


A dica de hoje é um romance que vai ser lançado em 2017 pela editora Young e que eu tive o prazer de ler as primeiras páginas para contar a vocês hoje quais foram as minhas primeiras impressões. Não Foi Suicídio, escrito pela jovem Juliana Rioderguz, que com apenas 20 anos de idade já mostra talento para escrita, conta a história de Belina, moça jovem, solteira, que vive na cidade de Solitude, e leva uma vida sem grandes emoções. Então, começa uma onda de suicídios pela cidade. Quando a primeira jovem se jogou de um prédio Belina foi a única pessoa que viu algo diferente. Ela sabe que há algo estranho acontecendo.


A história é narrada em primeira pessoa, e descreve com riqueza de detalhes desde elementos de espaço até os pensamentos dos personagens e sentimentos de Belina. Descreve características que encontramos em pessoas comuns e que podemos nos identificar e identificar a outras pessoas, são personagens do nosso dia a dia. É uma narrativa clara e que nos leva a imaginar cada detalhe, cada cenário, e de fácil envolvimento.


O suspense vem na medida certa e ao início da leitura você já começa a imaginar o que aconteceu de verdade e o que acontecerá, desperta e alimenta a curiosidade! Sem dúvida vou esperar pelas primeiras publicações para adquirir o meu exemplar, já que eu PRECISO saber o que vai acontecer! Parabéns para a Juliana, e que chegue logo 2017 para podermos matar a vontade! Para comprar o livro é só clicar aqui: https://goo.gl/7QF9U7 


Comentários