Janis Joplin

Na Semana da Mulher no Doce Maldade Feminina não poderia faltar música! Afinal a música é a arte que move gerações, que eterniza artistas e bandas, que emociona, que diz coisas que não temos coragem, que diz coisas que precisamos ouvir. E claro, a playlist da semana é de uma das mulheres mais influentes do mundo do rock and roll e da música no mundo! Com sua voz inesquecível, inconfundível, imortal, hoje é o dia da Janis Joplin!

Janis Joplin


Janis nasceu em 19 de janeiro de 1943 em Los Angeles, desde cedo já mostrava interesse pelo blues e jazz, e passou a ter uma grande paixão pela música. Ao final dos anos 60 Janis conquistou fãs enquanto cantava com a banda Big Brother and the Holding Company, e já na década de 70 lançou-se em carreira solo. Sua efêmera passagem pelo universo rock foi o suficiente para torná-la um ícone imortal. Foi eleita pela revista Rolling Stone como uma dos 100 melhores artistas de todos os tempos. Sua carreira breve lhe permitiu que gravasse apenas quatro álbuns, são eles:  Big Brother and the Holding Company (1967), Cheap Thrills (1968), I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama! (1969) e o póstumo Pearl (1971).

Janis foi encontrada morta em 4 de outubro de 1970, por uma overdose de heroína, que infelizmente não era seu único vício, pois a cantora tinha sérios problemas com álcool. Aos 27 anos, Janis Joplin deixou o mundo dos vivos, entrando para a lista de vários artistas que coincidentemente morreram com essa mesma idade.

Janis deixou o legado de sua voz inconfundível, que a torna uma mulher eterna. Sua participação no mundo do rock é extremamente importante e influenciou muitas gerações futuras. Sempre que pensamos nas mulheres do rock and roll a Janis é referência, e portanto, a playlist da semana é dedicada a ela com sua voz incrível.

Agora, segura essa playlist e #tocarock!

Comentários