Atypical

Prepare o coração para boas gargalhadas, momentos de fofura e reflexão, porque a série original Netflix Atypical tem tudo isso em altas doses!

Atypical - imagem reprodução


Sobre Atypical


Escrita por Robia Rashid, a série mostra a realidade de um garoto de 18 anos com autismo, classificado como autismo de Alto Funcionamento, que em poucas palavras, é um espectro do autismo no qual os "sintomas" são menos agressivos, possibilitando até que o indivíduo execute  tarefas comuns como estudar ou trabalhar e tenha um QI normal ou até mesmo elevado, porém, dificulta situações de interações sociais. 

Sam Gardner, interpretado por Kier Gilchrist, é autista do tipo alto funcionamento, e em Atypical, é retratada a sua rotina familiar e escolar, do momento em que ele descobre querer ter uma vida mais independente dos seus pais, e começar a sair sozinho, namorar e fazer outras coisas que qualquer garoto normal de 18 anos faria. Porém, Sam encontra muita dificuldade ao tentar interagir com outras pessoas de sua idade, principalmente com as garotas, que não só não compreendem a sua condição como não tem paciência para sequer falar com ele. Em dado momento, Sam acredita estar apaixonado por sua terapeuta, Julia (Amy Okuda), e ao se abrir com o seu pai, descobre que esse pode ser somente a primeira de muitas paixões. Ao mesmo tempo, Paige (Jenna Boyd), uma garota do colégio demonstra interesse em Sam, e os dois começam a estudar juntos, resultando em seu primeiro namoro. Paige tem muita paciência para lidar com Sam, e sabendo de sua condição, até os seus hábitos mais "esquisitos" a encantam. Porém, Sam ainda está aprendendo em um mundo de situações novas e muitos conflitos ainda virão. Em sua família, Sam tem o apoio de Casey (Brigette Lundy-Paine) sua irmã mais nova que o protege e defende em todas as situações, tem uma mãe super protetora que se pudesse o criaria dentro de uma caixinha blindada, Elsa (Jennifer Jason Leigh) e seu pai, Doug (Michael Rapaport) que somente agora, quando Sam está com 18 anos, consegue se aproximar do filho, além de seu melhor amigo Zahid (Nik Dodani), que trabalha com ele em uma loja de eletrônicos e o tempo todo fala de comida e garotas. Sam é apaixonado por pinguins e baleias, tem uma tartaruga de estimação, não gosta de lugares lotados e luzes fortes e se irrita com sons muito agudos. 

Atypical tem uma temporada disponível com oito episódios de pouco mais de trinta minutos cada, ou seja, assista em um dia! Indicado para maiores de 14 anos.


Minha Opinião Sobre Atypical


A série ganhou meu coração e já espero ansiosa pela segunda temporada! Apesar de trazer um tema muito sério, encanta pela forma como o autismo é retratado com bom humor e doçura, consegue mostrar de forma realista a questão do preconceito, do bulling e de todas as dificuldades do dia-a-dia com leveza. Mostra as dificuldades da família em manter uma boa estrutura para todos, diante do fato de Sam requerer muita atenção e cuidados, se tornando o centro das atenções. O personagem Sam é muito cativante, nos faz ver o autismo com mais clareza e empatia, vibrar por cada conquista dele e se emocionar e torcer a cada erro. Além disso, o enredo trabalha outros dramas familiares que surpreendem e prendem a atenção. Para quem assistiu e gostou de 13 Reasons Why vai se apaixonar pela série, e na minha opinião, achei muito mais cativante. Pra finalizar: AMEI! 💜

Comentários