Reflexões do Dia Internacional da Mulher

Todos os anos nós, mulheres, somos homenageadas com flores, bombons e lindas mensagens no dia 08 de março, pelo Dia Internacional da Mulher

Reflexões do Dia Internacional da Mulher, o de março


A data foi oficializada em 08 de março de 1975 pela ONU, porém já vinha sendo comemorado desde o ano de 1910 na Dinamarca. O que motivou a ter um dia no ano especialmente em homenagem às mulheres foi uma greve em uma fábrica de tecidos que ocorreu em 08 de março de 1857, nos Estados Unidos, na qual mulheres reivindicaram por direitos trabalhistas, redução da carga horária de trabalho para 10 horas diárias, salário igual ao dos homens e o fim dos abusos sexuais e físicos no ambiente de trabalho. Obviamente, em 1857 houve repressão às mulheres que se manifestaram, causando mais revolta e motivando ainda mais a luta por direitos e condições dignas de trabalho a continuar.

Mais do que comemorar, devemos usar este dia para refletir, em muitos aspectos, em qual foi o papel da mulher na sociedade até o presente momento. Refletir sobre a vitória da mulher em conseguir o direito de votar, que hoje nos parece banal, mas foi conquistado com muita luta. Refletir sobre a dificuldade da mulher em viver numa sociedade na qual o machismo é, ainda, fortemente enraizado. Refletir sobre o culto a um ideal de beleza praticamente inalcançável ao qual as mulheres são bombardeadas quase diariamente. Refletir sobre como uma mulher pode conseguir tempo para trabalhar, cuidar dos filhos, da casa, do marido, enquanto muitos homens não ajudam com uma simples tarefa doméstica. Refletir sobre abuso sexual, assédio sexual. Refletir sobre violência contra a mulher. Refletir sobre as letras de "músicas" que tratam a mulher como objeto sexual, que incentivam a violência à mulher, que tratam a mulher como ignorante, e tristemente, refletir em como tem mulher que não só aceita, como gosta disso, ignorando toda uma batalha de muitas décadas para sermos tratadas com o mínimo de dignidade. Vamos usar o Dia Internacional da Mulher não somente para homenagear, mas para de fato colocar em prática as palavras doces que as mulheres recebem neste dia, para pensarmos nos nossos direitos e no respeito que merecemos. 

A nossa luta não é mais pelos direitos civis, esses, dentro do nosso modelo de sociedade ocidental já foram estabelecidos com muita dor. Nossa luta agora é pelos direitos de pessoa, de sociedade, pelo direito ao respeito e empatia. Nossa batalha tem de ser para mudar pensamentos impostos que dão lugar aos pequenos e grandes hábitos que nos desacatam. Temos sim muito a comemorar, já conquistamos muito, mas ainda temos motivos para continuar lutando. E vamos à luta, sem nos deixar abalar, pois mulher tem uma força inexplicável. E se uma mulher sozinha já pode ser um furacão, juntas podemos mudar o mundo. 

Comentários