A Vida É Curta

A vida é curta. Todos já escutamos isso muitas vezes. A vida é curta e o tempo voa. O tempo escorre pelas nossas mãos, mudando as pessoas, as situações, mudando nossos gostos, costumes, opiniões, vontades. E muda tanto que muitas vezes não nos reconhecemos. E muitas vezes não percebemos, porque enquanto o tempo está passando, e mudando tudo, moldando tudo, estamos presos em pensamentos antigos. Em medos. Em mágoas. Em arrependimentos. E medos, mágoas e arrependimentos não vão embora tão rápido quanto o tempo. Tem o seu próprio tempo, e é mais devagar: enquanto presentes, fazem do nosso tempo um arrasto. Mas se a vida é tão curta, nós não temos tempo para medos, mágoas e arrependimentos. Não podemos ter. 

A vida já é difícil o bastante para nos darmos ao luxo de perder tempo. Porque a todo momento podemos aprender algo novo, planejar, sonhar, lutar pelos nossos sonhos. A todo momento podemos fazer algo para sermos mais felizes. Mas muitas vezes deixamos de fazer algo de que gostamos, algo que queremos, para fazer algo que outras pessoas querem que façamos para satisfazer ao que elas gostam. Quantas vezes encaramos empregos dos quais não gostamos apenas pela questão do salário? Empregos dos quais não nos sentimos realizados? Quantas pessoas fazem um curso por vontade dos pais? Quantas pessoas desistem dos seus sonhos por ouvir demais a opinião dos outros? 

A Vida É Curta


Eu tenho algo muito sério a te dizer: ninguém sabe o que é melhor para você mais do que você mesmo! É você quem vive a sua vida, quem conhece seus pensamentos, quem sonha os seus sonhos, quem encara os seus medos, quem vence as suas tristeza, é você quem carrega a sua cruz. Então se você tiver vontade de fazer algo, de viver algo, faça! O arrependimento de não ter feito algo é maior do que o de ter feito e ter dado errado, porque dos erros tiramos aprendizado, mas do que nunca foi feito não se tira nada. Portanto, mesmo que seja por diversão, mesmo que seja por hobbie, mesmo que seja amador, mesmo que pareça loucura, faça o que te faz feliz.

Viaje para onde você tem vontade, coma o seu prato favorito, escute todas as músicas de que você mais gosta, vá a shows de música, tire fotografias, abrace uma árvore se der vontade. Faça balé, escreva um livro, aprenda a tocar guitarra, pinte o cabelo, faça uma tatuagem. Dê presentes sem esperar nada em troca, leia todos os livros que conseguir, saia para dançar, vista-se do jeito que você gosta, pinte um quadro. Veja o por do sol, tome banho de chuva, coma uma fruta direto do pé. Adote um animal sem se importar com a raça, seja voluntário em alguma ONG que você conheça, faça uma caminhada sempre que puder, tenha hábitos saudáveis. Deixe o passado no lugar que ele deve estar: no passado. Permita-se viver, permita-se errar, pois todos erramos e é assim que aprendemos. Perdoe, e perdoe-se. Abrace as pessoas que você gosta e esteja perto das pessoas que você ama. Não permita que os medos te prendam. A vida é curta demais, o tempo é rápido demais, e temos de fazer o que nos faz felizes. Permita-se. 

Comentários