Dupla Falta

Uma história na qual o espírito competitivo é o combustível, Dupla Falta consegue manter o estilo nu e cru da escritora Lionel Shriver

"Em uma época em que o feminismo se tornou uma política que não ousa dizer seu nome, é estimulante encontrar uma escritora que revigora a guerra dos sexos." - The Guardian

Dupla falta, Lionel Shriver

Sobre Dupla Falta


Willy Novinsy é apaixonada pelo tênis desde os cinco anos de idade, quando seu pai a levou pela primeira vez a uma quadra apenas por diversão. Com um ritmo voraz, agilidade e um estilo único de jogar, Willy é uma grande promessa do esporte e tem tudo para conseguir chegar ao topo. Aos 23 anos de idade está em sua melhor forma e subindo cada vez mais sua posição no ranking, quando conhece Eric Oberdorf. Eric é formado em matemática, também joga tênis e sabe tudo sobre esse esporte. Embora não veja no tênis uma paixão avassaladora e tenha uma posição muito abaixo à de Willy, não se mostra incomodado, pelo contrário, admira o fato de uma mulher aparentemente  muito delicada ser tão forte em quadra. Os dois se apaixonam e se casam. Após o casamento ocorrem muitas revira-voltas, Eric começa a subir no ranking e Willy se sente incomodada com a situação, pois ela tem extrema necessidade de estar sempre à frente e a possibilidade de seu marido a alcançar a assusta. Então, com o passar do tempo, muitas surpresas transformam a vida dos dois.

Minha Opinião Sobre Dupla Falta


Dupla Falta tem um ritmo mais lento que os outros livros da autora, deixando as partes mais emocionantes para os últimos capítulos, porém é impossível abandonar a leitura por dois motivos: precisamos saber qual vai ser o final dessa história e sempre que um capítulo acaba nos perguntamos como Eric consegue continuar casado com Willy. Cada vez que Eric ganha, Willy se consome em um ciclo de de inveja, raiva, frustração, arrependimento. Sem conseguir se sentir feliz ao ver o marido vencer uma partida, Willy não consegue disfarçar a sua revolta. Apesar de Willy ser extremamente competitiva e nos provocar certa irritação, em um determinado momento a narrativa consegue nos fazer pensar pela sua perspectiva e questionar se é possível que ela tenha alguma razão.

A escrita de Lionel, mais uma vez perturbadora! É impressionante o quanto ela nos faz pensar e como demonstra conhecer os pensamentos de outras vidas. Embora os meus livros preferidos da autora sejam Precisamos Falar Sobre O Kevin (este um dos preferidos da vida!) e Tempo É Dinheiro, Dupla Falta não deixa de entrar para a minha lista de livros mais impressionantes, realistas e pensantes (até o momento). Realmente, tudo o que Lionel faz é demais!


Informações:

Capa comum: 368 páginas
Editora: Intrínseca
Idioma: Português
Dimensões do produto: 22,8 x 15,4 x 1,6 cm
Preço médio: entre R$11,30 a R$39,00 na amazon.com.br
Classificação: 4 estrelas

Comentários