quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Passa Raiar - Bernardo John

Você já ouviu falar em Bernardo John? Uma graça de Bernardo! Um artista de pop rock, é apaixonante! O álbum Passa Raiar é a dica de hoje e eu recomendo que você escute todas as músicas, mas quero destacar as minhas favoritas.


 A faixa Te Echo de Menos intitulada em espanhol é cantada em português mesmo, e fala de saudade de uma forma tão gostosa que é impossível não sentir saudade dessa música. A faixa Anatomia é daquelas que gruda e você aprende a cantar rapidinho. Look Vintage, um vício! Sério, nunca escutei esta música somente uma vez, é aquela música que você toca na festa e todo mundo curte, dança, você dança sozinha no seu quarto, é impossível não viciar! Lembra um samba rock, com uma letra simples que você já aprende a cantar antes do refrão! Uma delícia de Look Vintage! Nocaute é a forma mais fofa de dizer que está apaixonado por alguém, e Quarta-feira é uma calmaria gostosa da qual você tem o prazer da voz suave do Bernardo. Todas as músicas tem uma energia positiva e as letras são simples porém muito bem compostas! Um artista com um grande talento, daqueles que você quer abraçar e levar pra casa! <3 Dá um play no vídeo pra você começar a se viciar com a música Anatomia! Para ouvir e baixar o álbum é só acessar o link abaixo:

https://soundcloud.com/bernardojohn

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Battle For The Sun - Placebo

Agora vamos falar de música? Uma das coisas que eu mais amo na vida é música, e desde os meus 11 anos de idade busco conhecer bandas e artistas novos, estilos diferentes e agora vou compartilhar com vocês dicas de álbuns para enriquecer seu vocabulário musical. A banda de hoje é Placebo. Muita gente conhece a banda devido ao grande sucesso do final dos anos 90, Every You Every Me.




A banda  é uma mistura de Alternative Rock e Indie Rock, daqueles que a gente se apaixona. O estilo do Placebo é diferente de outras bandas indie, e suas músicas são mais ricas em sentimentos, e em geral falam de amor e relacionamentos, situações das quais normalmente passamos quando jovens, confusos e apaixonados, situações familiares e é por isso que Placebo tem tantos fãs, difícil é não se identificar com suas músicas. Brian Molko tem uma voz única e jovial, daqueles vocalistas que você reconhece e nunca esquece.




O álbum Battle For The Sun, lançado em 2009 é o que eu vou indicar para vocês, por ser o meu preferido. O álbum começa agitado com a faixa Kitty Litter, que  é um pouco mais pesada mas sem incomodar aos ouvidos mais sensíveis, conta com as faixas contagiantes de For What It's Worth, Never Ending Why e Breathe Underwater, intensas como Devil In The Details e Julien, e as mais calmas como Come Undone e Kings Of Medicine. Dentre os outros trabalhos do Placebo este é o que eu mais gosto, porque em 13 faixas a banda conseguiu ser muito versátil em sonoridade e melodia, criando em cada música uma característica única. Battle For The Sun é um daqueles álbuns que você escuta pela primeira vez e se surpreende, e deixa na sua playlist pra ouvir repetidas vezes, todos os dias. Depois de curtir o vício, procura outros trabalhos da banda. Um carinho só! Dá um play no vídeo aí embaixo, da música For What It's Worth pra você entender melhor de quanto amor é Placebo!



sábado, 12 de novembro de 2016

As Vantagens De Ser Solteiro


Um brinde à vida de solteiro! Sim, é verdade que ter um mozão é bom, dormir de conchinha e etc. mas outro dia falaremos sobre isso, hoje vamos celebrar e enfatizar tudo de bom que a solteirice nos traz em situações e aprendizado! Para você apreciar melhor esta fase e se lembrar que tudo na vida pode ter um lado bom e tudo tem seu tempo certo para acontecer. 

  1. Quando você é solteiro tem mais tempo para aproveitar os seus amigos e familiares, logo as fofocas estão sempre em dia;
  2. Vai às compras como se não tivesse amanhã e sem hora pra voltar porque não vai ter ninguém com você andando pelo shopping e reclamando que você demora demais;
  3. Pode beber sem ninguém pra dar sermão dizendo que você bebeu mais do que deveria (já temos mãe pra isso);
  4. Pode ficar aquele domingo INTEIRO em casa com o pijama ou com aquela roupa velha e horrorosa que você tanto gosta de usar porque é super confortável, o dia todo com o cabelo todo despenteado, sem se preocupar se o mozão vai te confundir com algum morador de rua;
  5. Pode assistir o filme que você quiser sem dormir nos primeiros trinta minutos e depois acordar com cara de paisagem perguntando o que aconteceu;
  6. Comprar o que você quiser no dia dos namorados, no seu aniversário, natal, sem correr o risco de ganhar um presente que não goste ou não sirva;
  7. Pode viajar e conhecer além de lugares novos, o que já é sempre uma delícia, pessoas novas que podem ter muita coisa boa a acrescentar para sua vida;
  8. Pode demorar 3 horas pra se arrumar antes de sair de casa e sair no horário que você quiser;
  9. Dormir com a cama toda só pra você e se enrolar nas cobertas do jeito que bem entender;
  10. Você aprende a ser mais independente fazendo as coisas somente do seu jeito, e aprecia isso em todos os momentos;
  11. Percebe que muitas vezes sair sozinha, assistir a um filme sozinha, viajar sozinha, ir a um restaurante sozinha pode ser tudo o que você precisa, e acha graça em fazer tudo no seu tempo;
  12. Aprecia o fato de ter momentos só pra você e seus pensamentos;
  13. O mais importante: percebe o quanto o conceito de felicidade é diferente para pessoas e fases diferentes da nossa vida, e que pra ser feliz antes de encontrar a sua metade, precisa estar inteiro consigo mesmo!






segunda-feira, 7 de novembro de 2016

A Herança de Stalin - Três Gerações de Amor e Guerra

Livro A Herança de Stálin
Este é um livro dos quais além de termos o prazer da leitura, temos a dádiva do conhecimento. O autor do livro é Owen Mattheus, escritor e jornalista britânico. Owen conta a história das ultimas três gerações de sua família e como elas foram afetadas pela ditadura de Stalin. Baseado em documentos antigos e relatos de seus pais, A Herança de Stalin revela a história de suas avós e o sofrimento pelo qual passaram ainda na infância durante a Segunda Guerra Mundial, o fato de seu avô ter sido morto como se simplesmente nunca houvesse existido, a luta de seus pais contra a prisão e contra o tempo para ficarem juntos, e parte de sua vida na atual Moscou. Mais do que contar uma história, este livro nos mostra a realidade da extinta URSS desde a Segunda Guerra Mundial até a Guerra Fria e o que se tornou a cidade após esse período. O autor descreve o reflexo e impacto que os acontecimentos causaram nas vidas dos cidadãos até os dias atuais, em como os sobreviventes do caos continuam sendo assombrados pelo passado que mais querem esquecer, e principalmente, a história da cidade de Moscou que muitos não contam. Uma leitura cativante, embora não trate dos sentimentos mais íntimos dos personagens, tem um enredo fortíssimo e que prende você à sede de chegar ao final. Super recomendo, principalmente para aqueles leitores que gostam de realidade. Muito bom!

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Filmes Com A Fotografia Fantástica

Você sabe apreciar a fotografia em um filme? Para muitos é um pouco confuso, pois quando falamos em fotografia pensamos no sentido óbvio da palavra, e não fica muito claro em como se aplica a um filme ou série. A fotografia, quando se refere ao cinema, não se trata apenas de um registro ou enquadramento, está desde o detalhe do copo que o ator levanta e que aparentemente não tem importância para o enredo mas torna a cena especial, a efeitos de iluminação e cores. Em poucas palavras, a fotografia é tudo aquilo que visualmente causa sensações ao espectador. Depois dessas dicas e de assistir aos filmes a seguir, você vai passar a admirar muito mais o fantástico mundo cinematográfico, e nunca mais vai assistir a outros filmes com o mesmo olhar de antes!

O Fabuloso Destino De Amélie Poulain


Este é um dos filmes mais fofos do mundo! Amélie (Audrey Tautou) é uma garota doce, criada pelo pai que supostamente tem um problema no coração, sua mãe cometeu suicídio enquanto ela era ainda criança. Amélie cresce sem muito contato com o mundo exterior, o que a torna uma pessoa ingênua. Um certo dia ela encontra uma caixa com objetos pessoais que pertencem a Dominique (Maurice Bénichou) e toma como missão entregar os objetos ao dono. Desde então, Amélie passa a se sentir feliz através de gestos de bondade para com outras pessoas. Este filme tem uma fotografia muito peculiar, com predominância forte e contrastante do verde e vermelho em tonalidades mais sóbrias, e iluminação sutil, o que nos dá a sensação de estar assistindo a um sonho, ou imaginando uma história que alguém nos conta, é quase surreal! Uma verdadeira obra de arte, dirigido por Jean-Pierre Jeunet, é recomendado para maiores de 14 anos.

Sin City



Ah, Sin City! Engana-se quem pensa que assistir filmes em preto e branco é chato! Sin City é fantástico! Baseado na graphic novel de mesmo nome, conta várias histórias, dentre elas a do único policial honesto da cidade, John Hartigan, interpretado por ninguém menos excelente do que o grandissíssimo Bruce Willis (s2), que faz de tudo para salvar uma garotinha de 11 anos de ser estuprada, esta que vem a ser interpretada, claro, após alguns anos, pela maravilhosa/lindíssima Jessica Alba. Tudo pode acontecer em Sin City. A cidade é lar de assassinos, prostitutas armadas até os dentes e psicopatas. Emoção não falta neste filme! Sobre a fotografia, simplesmente genial! Preto e branco como você nunca viu! O contraste das cores ressalva os detalhes, o branco traz uma luminosidade que destaca todos os elementos das cenas. Há também em algumas cenas isoladas, presença de cores como amarelo, vermelho, verde e azul, que deixam claro a importância do momento. Na direção desta maravilha, claro que tem que ter um dedo dele, meu favorito Quentin Tarantino, juntamente aos diretores Frank Miller e Robert Rodrigues. Recomendado para maiores de 18 anos, pois tem muito tiro, porrada e bomba. 

A Fantástica Fábrica de Chocolates



Quase todo mundo já assistiu esse filme, mas a minha dica é: depois de assistir a primeira versão dirigida por Mel Stuart em 1971, assista a versão de Tim Burton produzida em 2005! Sim, assista nesta ordem! Se você já assistiu, veja de novo, agora com o olhar de um apreciador de fotografia! Você vai perceber que tudo o que Tim Burton toca consegue deixar com um ar sombrio, e neste filme, essa atmosfera sombria não fica óbvia e isso é muito intrigante! Conta a história de Willy Wonka, dono da marca de chocolates Wonka que oferece a 5 crianças a oportunidade de visitarem sua fábrica, e ao final da visita uma das crianças ganhará um prêmio. Interpretado por Jhonny Depp, parceiro de Tim Burton em quase todos os filmes. A obra de arte conta com cores vivas e fortes que remetem ao universo infantil e divertido, porém a iluminação baixa traz a sensação de que por trás daquele mundo de fantasia há algo a que se esperar, e francamente, para muitas crianças esse Willy Wonka pode ser assustador! Mais um filme fantástico! Recomendado para todas as idades.

Os Oito Odiados



Mais uma vez, Quentin Tarantino, dessa vez em seu trabalho mais recente, Os Oito Odiados, com seu estilo único e inconfundível! A história de Os Oito Odiados se passa dentro de um armazém, no qual oito pessoas totalmente diferentes e com, digamos assim, "rixas sociais" procuram abrigo de uma temível tempestade de inverno, dentre eles um negro, um caçador de recompensas e uma mulher com a cabeça a prêmio. O filme reforça o estilo de Tarantino em construir diálogos longos e dos quais você não pode e nem vai conseguir perder um segundo, e após um bom tempo de conversas, a ação, brigas, e tudo o que faz de Tarantino genial! A fotografia, uma maravilha! O armazém todo feito de madeira, há predominância de cores terrosas e sóbrias no figurino dos personagens, e iluminação quente, que realça ainda mais esta característica. Nas cenas fora do armazém, as roupas e acessórios dos atores contrastam deliciosamente com a neve e a iluminação fria e azulada. Um deleite! Com Samuel L. Jackson e Kurt Russel além de outras estrelas da sétima arte, não é recomendado para menores de 18 anos.